Pular para o conteúdo

Fantasia reciclada na avenida para ninguém botar defeito

Raíssa Machado com fantasia “de outros carnavais” (Foto: Roberto Teixeira)

Em tempos de crise, o setor criativo é a aposta para o país sair do buraco. Mesmo com alto investimento no carnaval, escolas de samba viram na reciclagem uma oportunidade.

Nem só de moda masculina vive a Mescla! Mas esse post não tem homem nenhum que coloque defeito.

Sabemos que o carnaval é considerado um dos maiores espetáculos da terra. Não à toa, mesmo em tempos de muita crise, o governo carioca investiu alto nas festas. E não é que trouxe retorno? Apesar de parte da população ter ficado insatisfeita com a atitude, o carioca tomou as ruas de alegria. Mas no meio de tudo isso, o que se destaca é a criatividade! Como dar uso a produtos que foram destinados para outras funções? E como reutilizar matérias-primas em novos produtos? Na avenida, isso foi destaque, provando que é possível um custo ainda mais baixo, reduzindo o volume de lixo e mantendo a riqueza do visual que atrai o turismo e aumenta a nota dos jurados.

Rainha de bateria da Viradouro, Raissa Machado utilizou uma fantasia de mais de 20kg, com mais de mil penas. O mais legal é que essas mais de mil penas, na verdade, foram retiradas do lixo gerado de outros carnavais da escola, montando uma armação incrível para a ela desfilar. Quanto será que as escolas economizariam reinventando fantasias a partir de matérias-primas já utilizadas em outros  anos?

Detalhes da fantasia – (Foto: Marcos Serra Lima)

Fonte: Sustainable Essentials

Sobre

Assim como no Rio de Janeiro, o contraste entre o urbano e a natureza está presente em nós

General Bruce
São Cristóvão, Rio de Janeiro

+55 21 97537 2321 (WhatsApp)
contato@emescla.com.br